Imunoglobulina Anti-RhO (Fator RH)

A doença hemolítica do recém-nascido causada pela incompatibilidade Rho(D) se manifesta em cerca de 6% de todos os nascimentos. Usualmente, a produção de anticorpos pela mãe começa após a primeira gravidez, representando assim perigo para a maioria das gestações subsequentes. Na incompatibilidade de grupo sanguíneo ou do fator Rho(D) entre mãe e feto, os eritrócitos fetais podem se infiltrar no organismo da mãe e levar à produção de anticorpos. Esses anticorpos, capazes de atuar contra os eritrócitos fetais, podem retornar ao feto e causar eritroblastose fetal. O mesmo mecanismo de desenvolvimento de anticorpos pode ser disparado pela transfusão ou injeção intramuscular de sangue Rho(D)-incompatível. Cerca de 97% dos casos de eritroblastose fetal são causados por anticorpos maternos anti- Rho(D). Recomenda-se, pois, que ambos os genitores sejam examinados para seu fator Rho(D) por ocasião da primeira gravidez a fim de determinar uma possível indicação para a administração de Partogama SDF – imunoglobulina anti-Rho(D), o mais cedo possível, após um aborto ou parto.

Rua Cotoxó, 611 - 10 andar
CEP 05021-001 - V. Pompéia
São Paulo - SP ( Mapa )
Fone: (11) 3873-0200
Estacionamento no local
Horário de funcionamento:
Seg a sexta: 08:30 às 19:00
Sábado:08:30 às 14:00